Como nos Mudar para Ajudar a Manifestar a Mudança?





09 de Setembro de 2020 - #Agilidade



Ei, você aí me dá um dinheiro aí, já se deparou com pessoas que relutam ao infinito e além em mudar? Vive se perguntando o porque é tão difícil mudar? Como agente de mudança se pergunta o por que as pessoas resistem tanto? Seus problemas acabaram!!! sqn





Neste post entenderemos como funciona o processo de execução automática de hábitos e o processo de aprendizagem que habita em nós, tudo isso a fim de que no próximo post possamos falar como funciona o processo de mudança, e depois falar sobre quais ferramentas podemos usar para gerar reflexão e evolução contínua, em nós mesmos, em nossos ambientes e times. =D


Em posts anteriores falamos como medir uma mudança, falamos o porque é tão difícil superar a curva J da mudança e dos diferentes tipos de curva J. Se por um acaso você caiu de paraquedas nesse post aqui, gosta muito de agilidade, talvez seja bacana voltar nesses posts para entender um pouco mais desse assunto muito massa. =)



Coelho vs Tartaruga


Lembra na sua infância de ter ouvido a história do coelho e da tartaruga? Uma história em que um coelho e uma tartaruga apostam uma corrida?


O coelho estava tão confiante em ganhar a corrida que resolveu tirar um cochilo no meio da corrida, afinal tinha treinado muito e seus resultados finais de outras corridas foram excelentes. A tartaruga por sua vez, foi devagar em todos os seus passos, analisando muito bem cada etapa da corrida que iria ser percorrida.


#Spoiler Alert. O coelho acaba perdendo hora por causa do seu cochilo e a tartaruga acaba ganhando a corrida.


Tendo em mente essa história, podemos concluir que o coelho sempre perderá todas as corridas? Não! Apenas significa que naquele contexto específico ele perdeu. Significa que, talvez, numa situação onde seja necessário agir de forma muita rápida, o coelho terá a vantagem. Da mesma forma, a tartaruga terá vantagem em um cenário de mais cautela. Apenas isso! Ok, guarde essa informação da corrida e vá para os próximos tópicos. =)


Criação do Hábito no Nosso Cérebro


Toda vez que temos que analisar uma situação nova ou que não ocorra comumente, acabamos gastando muita ou mais energia que comumente gastamos para executá-la, pois nosso cérebro precisa localizar informações, e muitas vezes essas informações foram pouco acessadas ou ainda nem existem. Este processo gasta muuuuuita energia. É como se fosse um computador, se não está dentro do cash, mais tempo de processamento.



Já percebeu que quando precisamos aprender alguma atividade, acabamos prestando muita atenção para executá-las? Até que aos poucos, conforme vamos praticando, essa atividade se torna automática? Alguns exemplos destes tipos de atividade são; tocar um instrumento musical, dirigir um carro, falar um outro idioma, aprender a andar, dançar, etc.


Um hábito que se tornou automático um dia foi uma nova atividade aprendida pelo cérebro, e que foi executada tantas vezes que virou automática. O cérebro muito espertinho, torna os percursos de conexões neurais, dessas atividades que foram repetidas várias vezes, mais rápidas, de forma a serem encontradas o mais rápido o possível, economizando energia. Cada vez que repetimos essa atividade suas conexões ficam mais fortes.


Imagine o cérebro pensando no tempo primitivo:





"Poxa, eu to aqui de boa e do nada vem um leão atacar o meu humano, e preciso de toda a energia do corpo possível para conseguir fugir! Da onde eu vou conseguir tirar essa energia? Hm, o meu ser humano sempre repete essa atividade, por tanto vou deixar ela automática, assim guardo mais energia para fugir do leão quando precisar!"


No cérebro temos o chamado System 1 Rápido (que vamos chamar neste post carinhosamente de Sistema do Coelho para facilitar) que trata justamente desse processo de ação automática rápida. Também temos o System 2 Lento (que será aqui o Sistema da Tartaruga) que é utilizado toda vez que temos que aprender ou analisar algo novo.


System 1 Rápido (Sistema do Coelho)





Como comentei no tópico anterior, não é porque o coelho perdeu a corrida que significa que ele é um grande perdedor. Nós precisamos e muito do Sistema do Coelho, pois imagine a cada estímulo externo, agirmos lentamente tentando entender o porquê das coisas estarem acontecendo, tentando entender como reagir, lentamente, a fim de encontrar a melhor solução possível...Você acha mesmo que a gente iria sobreviver tanto tempo?


Atividades que ativam o Sistema do Coelho geralmente são aqueles tipo de atividade que você pratica tanto, que agora executa sem mesmo perceber. Já tomou aquele banho, que ao final não se lembrava se tinha lavado alguma parte do corpo? Pois é, foi o Sistema do Coelho que tomou conta das suas funções motoras naquele momento e você nem percebeu.


Porém, o Sistema do Coelho pode ser um tanto perigoso em algumas situações. Ele pode ser ativado em qualquer situação que já foi repetida algumas vezes, até mesmo quando avaliamos o caráter de uma pessoa. O Sistema do Coelho sempre entrará em ação quando o cérebro identificar que você está passando por uma mesma situação ou parecida anteriormente.


De plus, fica o ponto de que, precisamos sempre refletir nossos hábitos automáticos e identificar se esse hábitos ainda fazem sentido ou não em nossas vidas.


System 2 Lento (Sistema da Tartaruga)





O Sistema 2 Lento (Sistema da Tartaruga), é o sistema do nosso cérebro que cuida da análise e aprendizagem de novas atividades.


Imagine o cérebro pensando nos tempos primitivos:





"Poxa, eu e meu humano não conhecemos essa fruta, ela pode ser venenosa, é melhor analisar ela com muita calma para garantir que seja segura pra gente comer!"


Quando precisamos aprender uma nova atividade, precisamos prestar atenção e nos focar em cada novo passo dessa atividade, e nosso cérebro, por sua vez, vai criando novas conexões a fim de guardá-las para serem acessadas posteriormente. Realizando assim o processo de aprendizagem.


Porém, se praticarmos essa atividades poucas vezes ou com um espaço de tempo de realização muito grande entre suas repetições, cada vez que executarmos essa atividade seria praticamente como se o cérebro tivesse executando pela primeira vez, já que essas conexões foram poucas vezes usadas e não foram fortalecidas.


Como este processo consome muita energia é justamente por este motivo que ele é pouco usado no nosso dia a dia. O que faz muito sentido, pois imagine toda atividade que fizéssemos, um alto consumo de energia fosse gasto, possivelmente gastaríamos muito mais tempo nos alimentando e dormindo para recuperar a energia.





As atividades que geralmente ativam o Sistema da Tartaruga são atividades relacionadas a cálculos, análises de novos cenários, lógicas, criações de coisas novas, e praticamente aprendizagem de qualquer coisa nova que não conhecemos.


Mesmo durante o processo do Sistema da Tartaruga, o Sistema do Coelho pode ser ativado, este último tentando localizar alguma informação pré existente a fim de ajudar o processamento de aprendizagem ser mais rápido. Por tanto, mesmo quando estamos no Sistema da Tartaruga, precisamos nos perguntar se realmente estamos aprendendo algo novo ou se estamos apenas reaproveitando algo que já conhecemos, e se isso faz sentido ou não para o cenário que estamos.


Drops de Fixação - System 1 (Coelho) vs System 2 (Tartaruga)





Fui procurar um gif com um coelho e uma tartaruga, mas ao invés de encontrar isso encontrei algo muito melhor! Um vídeo que vai te ajudar a fixar mais ainda a história do System 1 (Coelho) e System 2 (Tartaruga), da uma olhadinha nele e volte aqui (é bem curtinho tem menos de 1 minuto). #SPOILER ALERT DO VÍDEO!!! No vídeo, o coelho começa acelerado, porém acaba ficando perdido no meio da pista com tantos estímulos da plateia e de quem tenta fazer ele continuar caminhando, a tartaruga por sua vez foca toda sua atenção ao seu objetivo a frente, devagar e aos poucos, vai avançando e não para em momento algum ganhando do coelho.


O que podemos tirar desse vídeo baseado nos sistemas que vimos até aqui? Bom, o Sistema do Coelho reage a quase qualquer estímulo e a maioria das vezes reage de forma automática, então no vídeo, quando a plateia grita com o coelho, ele pára e olha, não fixando seu objetivo final (parecido quando a gente tem algo importante para fazer e acaba não conseguindo por inúmeras distrações). Já a tartaruga do vídeo tem um foco muito mais parecido com o Sistema da Tartaruga, pois ela foca no seu objetivo final e não deixa nenhum outro estímulo atrapalhar.


Ainda estou me perguntando o porque diabos houve uma competição desse tipo, e ainda mais, porque alguém gravou e colocou na internet, mas pelo menos caiu como uma luva para o nosso contexto, não é verdade? xD


Conclusão


Estes dois processos parecem uma coisa muito inteligente do cérebro, não é verdade? E tendo conhecimento disso, agora já temos uma base de como saber como o processo de criação de hábitos e aprendizagem funcionam. Conhecendo estes dois sistemas, como podemos fazer com que o processo de mudança ocorra dentro de nós? E dentro dos nossos times? Isso e muito mais no próximo episódio de Lost você vê no próximo post. =)


#GifMotivacional




Value: 10